Tecnologia do Blogger.
RSS
Post Icon

Acessórios você sabe usar?



Os acessórios são peças fundamentais, mas devem ser escolhidos com bastante cuidado, Saber usar corretamente um acessório e usar criatividade e ousadia, aliadas a um necessário crivo de bom-senso, para tornar uma roupa versátil, elegante e adequada a várias ocasiões. Abordaremos os seguintes temas:
  • Bijuterias
  • Bolsas
  • Sapatos
  • Cintos
  • Lenços, echarpes, cachecóis e xales
Para começamos falaremos sobre bijuterias (como conservá-las, e como combater alergias a bijuterias). 

BIJUTERIAS

  • Brincos
Os brincos dão um acabamento todo especial à roupa, enfeitam, valorizam, e/ou disfarçam características físicas acima dos ombros.
Entram e saem da moda menos do que outros acessórios, o que facilita por que você vai poder investir em peças de qualidade, que serão úteis por muito tempo.
Modelos bem escolhidos podem transformar um traje básico em um modelo chique e sofisticado. Já a escolha errada polui o visual e pode até envelhecê-la.
A pessoa deve levar em conta: o formato do rosto (descubra qual o seu formato aqui), comprimento do pescoço, tamanho das orelhas, e o corte de cabelo. Antes de comprar não esqueça de experimentá-los diante do espelho.
Você pode favorecer e realçar o formato do seu rosto optando pela escolha correta dos brincos. Veja agora o que combina mais com você, identificando seu tipo de rosto.
Rosto triangular
Para dar equilíbrio a esse tipo de rosto, recomenda-se um brinco cuja parte de cima não tenha muito volume, com um pingente na parte de baixo. E atenção! Ao dar ênfase à região lateral do rosto, a tendência é que o nariz diminua.
Rosto oval
Para quem tem esse formato de rosto, obter equilíbrio significa ganhar volume, pois o rosto já é estreito. Quem tem rosto oval pode abusar nos tamanhos e volumes.
Rosto redondo
Precisa ter efeito alongado, por isso são recomendados brincos com linhas mais retas e sempre verticais, pois, para ter equilíbrio, é preciso alongar as laterais. Indicam-se brincos grandes, longos, em formato de pingente, angulares, soltos, assimétricos e quadrados.
Rosto quadrado
Este tipo de rosto já possui equilíbrio natural, mas recomenda-se evitar os brincos grandes horizontalmente. Indicam-se brincos largos, longos e geométricos.
Rosto comprido
Brincos em formato botão e chuveiro, que dêem volume ao rosto.
Rosto envelhecido e com rugas
Para mulheres mais maduras a dica é: nunca saia de casa sem brincos, pois o brilho do acessório compensa o envelhecimento da pele. Use brincos pequenos, de preferência dourados, com brilho que atraia o olhar para esse ponto de luz em seu rosto.
Formatos de brincos
  • Botão: Valorizam nariz e queixo proeminentes.
  • Longos: Alongam o rosto, por isso desfavorecem quem tem rosto comprido. Podem ser usados com vários tipos de golas e decotes (em V, redondo, em U, tomara que caia, canoa, colarinhos de camisa e golas de paletó).
  • Argolas:Combinam com todos os formatos de rosto. 
Cor dos brincos
  • Brincos de pérola, ouro ou brilhante: Combinam com qualquer traje, esportivo ou social.
  • Brincos dourados: Ficam bem em todos os tipos de pele.
  • Brincos prateados foscos: Favorecem apenas as mulheres castanhas, morenas e negras.

  • Colares e Correntes
São acessórios que nunca saem de moda. Ao escolhê-los, leve em conta o decote da roupa, a ocasião e suas características físicas, como formato do colo, comprimento e grossura do pescoço, e tamanho do busto. 
  • Muito busto: Colar próximo ao pescoço e correntes longas. Evite cordões que terminam imediatamente embaixo ou acima do busto.
  • Pouco busto: Colares vistosos desviam a atenção do pescoço. Os feitos de contas aumentam o volume do busto e engordam. Colares com duas ou três voltas, com contas menores, causam o mesmo efeito, sem “pesar” na silhueta.
  • Pescoço fino: Pingentes curtos e redondos em correntes curtas. Gargantilhas, para quem tem pescoço fino e longo. Use-as com decotes em V profundo ou arredondado. As gargantilhas feitas de contas aumentam a largura e diminuem o comprimento do pescoço.
  • Pescoço grosso: Pingentes simétricos, com linha vertical, e correntes médias. Os pingentes delicados e correntes curtas não enfeitam esse tipo de pescoço, pois a idéia é não atrair o olhar para essa região.
  • Pescoço curto:Colares abaixo da linha inferior das clavículas, pingentes alongados e verticais, com correntes compridas. Os cordões médios ficam bem com decotes grandes, malhas e camisetas.
  • Pescoço com colo ossudo: Pingentes leves e correntes compridas.
Dicas importantes para a escolha dos colares e correntes
  • Não use colar ou gargantilha muito grande com brincos grandes pois ficará  “too much”. Se for usar um colar maior, não use brincos ou, no máximo, use um bem pequeno.
  • Se o colar for mais volumoso, use roupas mais leves com cores discretas.
  • Muito cuidado com o excesso de cores.
  • Correntes longas são ideais para quem está acima do peso ou é baixinha.
  • Pulseiras e braceletes
Em geral. Combinam-se pingentes com brincos, e anéis com braceletes ou pulseira. 
  • Anéis
  • Mãos largas: Anéis largos, angulares e simétricos. Evite os finos.
  • Mãos curtas: Anéis verticais e levemente suspensos. Evite os grossos.
  • Mãos finas e alongadas: Anéis grossos e horizontais, grandes e chatos. Evite os finos.
  • Mãos enrugadas: Anéis largos com gemas grandes. Evite os finos e justos, com pedras pequenas.
  • Como conservar as bijuterias
Alguns cuidados simples na conservação e limpeza das bijuterias, é possível preservá-las por muito tempo.
  • Coloque um pedaço de giz escolar branco no porta-joias, pois ele absorve a umidade e evita que as peças escureçam (oxidem) ou percam o brilho.
  • Evite usá-las na praia ou na piscina: produtos químicos e mistura de areia com água do mar podem estragar a peça.
  • Guarde-as em locais livres de poeiras e onde não fiquem umas sobre as outras (para não riscá-las).
  • Evite contato direto das peças com produtos de limpeza e perfumes.
  • Limpe-as apenas com uma flanela limpa. Mas se precisar: lave-as apenas com sabão neutro e água em abundância e seque-as com um papel absorvente.
  • Como combater a alergia a bijuterias
O que provoca a alergia é a sensibilidade e determinados produtos como metais, alimentos, cremes, tintas de cabelos entre outros.
Há vários produtos que podem causar alergia, deixando as orelhas vermelhas e provocando eczemas, coceira, descamação da pele e até pequenas bolhas. Os mais comuns são o níquel e o cobalto, mas prata, ródio e cobre também podem causar alergia, ás vezes até material plástico podem desencadeá-las. Até o ouro, metal nobre e que está presente no banho das semijoias, ainda que seja o metal menos alergênico podem causar problemas como alergia.
É possível diminuir ou evitar os efeitos indesejáveis da alergia com alguns cuidados
  • Aplicar esmalte na peça, para diminuir o contato do metal com a pele. (isso melhora, mas não isola totalmente o problema).
  • Usar cremes adequados e indicados por dermatologista.

Acesso em:29/05/2013.

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

0 comentários:

Postar um comentário